Surveillance
Self-Defense

Grupos de Facebook: como reduzir riscos

Última revisão: 
29-10-2018
A versão em Inglês pode estar mais atualizada.

Grupos de Facebook são utilizados para reunir pessoas com um interesse comum para conversar, compartilhar notícias e colaborar em projetos. Existem muitos tipos diferentes de grupos e seus usos variam desde a organização de um encontro de fan fiction até a divulgação de uma manifestação ou de uma causa política. Os grupos de Facebook não foram projetados para a colaboração segura, mas, como a popularidade do Facebook cresce cada vez mais, inevitavelmente eles são utilizados por muitas pessoas para coordenar trabalhos que podem estar vulneráveis à sabotagem ou ao monitoramento por parte de outros usuários mal-intencionados ou por governos.

Em algumas ocasiões, o Facebook já deletou grupos grandes e ativos politicamente sem qualquer aviso e a empresa tem fama de alterar suas configurações de privacidade de maneiras pouco claras. Se você estiver discutindo questões sensíveis, pode ser melhor avaliar outras ferramentas ou sites que têm a segurança e a privacidade como prioridade. Pode ser que isto não seja factível se a sua audiência não quiser ou não puder sair do Facebook. Assim, se você foi encarregado de criar um grupo de Facebook para discutir um assunto sensível ou para uma comunidade vulnerável, ou se você é um administrador de grupo, estes são alguns pontos para você levar em consideração.

 

Ajuste as configurações de privacidade do seu grupo Anchor link

Antes de criar um grupo, pense no seu propósito e nos seus objetivos. Você espera usar o grupo para discutir um assunto controverso? Para começar um movimento político? Para quem você quer divulgar seu grupo? Os membros do grupo vão querer que sua filiação seja confidencial? De quem eles querem proteger esta informação? Estas considerações vão te ajudar a determinar suas políticas de privacidade e a escolher qual configuração de privacidade é melhor para você.

Diferentemente das páginas de Facebook, usadas para representar publicamente uma marca, um negócio, uma organização ou uma figura pública, os grupos nem sempre estão publicamente visíveis para qualquer um no Facebook. Quando você cria um grupo, você pode escolher uma entre três configurações de privacidade – público, fechado ou secreto. Esta tabela fornecida pelo Facebook mostra quem pode aderir a cada um desses tipos de grupo e o que as pessoas podem ver a respeito dos membros de acordo com a configuração de privacidade escolhida.

Se você decidiu que uma página de Facebook é mais apropriada à sua causa, lembre-se de que as páginas são espaços públicos. Isto significa que mesmo as pessoas que não têm contas no Facebook podem acessá-las. De acordo com o Facebook, “As páginas que você curte estão listadas na seção ‘Sobre’ do seu perfil, abaixo de ‘Curtidas’. A curtida que você deu num post de uma página pode aparecer no seu feed de notícias. Você pode ser exibido na página que você curtiu ou em propagandas sobre aquela página.”

Grupos públicos de Facebook são visíveis para qualquer pessoa que esteja na plataforma, incluindo usuários pouco amistosos e atores governamentais. Tanto os grupos públicos quanto os grupos fechados podem ser encontrados por meio da ferramenta de busca. Ter isto em mente é especialmente importante se o seu grupo está sendo usado para uma finalidade política.

Se você já criou um grupo e gostaria de ajustar suas configurações de privacidade, é importante saber que todos os administradores do grupo podem alterar essas configurações. No entanto, no caso de grupos com 5 mil membros ou mais, a alteração só pode ser feita para uma configuração de privacidade mais restritiva (por exemplo: de público para fechado ou de fechado para secreto), para proteger os membros de ter seus posts compartilhados com outros públicos sem que eles tenham sido consultados. Se você decidir mudar a privacidade do seu grupo para uma configuração mais restritiva, você tem apenas 24 horas para desfazer a alteração antes que ela fique travada. Independentemente do tamanho do grupo, todos os membros vão receber uma notificação quando as configurações de privacidade forem alteradas.

Não importa o quão restritiva é a configuração de privacidade do seu grupo: o Facebook tem acesso a tudo que é postado na plataforma. A empresa pode receber uma ordem judicial exigindo que conteúdos da plataforma sejam transmitidos para autoridades. Além disso, os usuários podem reportar ou sinalizar conteúdos dentro dos grupos, mesmo que eles sejam secretos. Conteúdos reportados podem ser removidos se violarem os Padrões da Comunidade [Community Standards] e os usuários podem ser banidos temporariamente por violarem as restrições de conteúdo.

É importante notar que, de acordo com o Facebook, sinalizações mal-intencionadas não resultam imediatamente na remoção de conteúdo se o próprio conteúdo não violar os Padrões da Comunidade. No entanto, a retirada de conteúdo do ar por engano ainda acontece. O Facebook também pode ser obrigado a entregar a lista de membros de um grupo ou a tirar conteúdos do ar por meio de uma ordem judicial.

 

Estabeleça as regras do grupo Anchor link

Lembre-se de que – da mesma maneira como acontece com qualquer outro conteúdo que esteja online – qualquer pessoa com acesso ao seu grupo pode copiar as conversas ou fazer print screens do conteúdo e compartilhar publicamente. Não existe um meio técnico para evitar que este tipo de informação vaze, ainda que os administradores de grupo possam querer incluir, nas descrições de seus grupos, regras que proíbam screenshots e que digam aos membros que compartilhar as capturas de tela levará a seu banimento do grupo.

Você pode querer pensar em outras regras ou princípios para encorajar o engajamento construtivo no seu grupo e para ajudar a proteger a privacidade dos seus membros. Se é verdade que pode ser difícil (ou mesmo impossível) colocar as regras do grupo em prática, elas ajudam a definir o propósito do seu grupo e a determinar quais conversas cabem nele e quais seriam mais adequadas em outro espaço. Seus membros devem saber que, além das regras estabelecidas dentro do grupo, eles também estão sujeitos aos Padrões da Comunidade e aos Termos de Uso do Facebook. Lembre-se de que alguns membros podem desconsiderar as regras descaradamente. Assim, nós sugerimos fazer uma avaliação de riscos para determinar quais soluções de segurança vão funcionar melhor para o seu grupo. Para mais detalhes, veja nosso guia ‘Avaliando seus riscos’ [Assessing Your Risks].

 

Conheça os administradores e moderadores do seu grupo Anchor link

Os administradores têm uma grande quantidade de poder no que diz respeito às configurações de privacidade e aos critérios para aceitar ou não membros num grupo. Só um administrador pode nomear outros membros do grupo para se tornarem administradores. Os administradores podem alterar as configurações de privacidade de um grupo, gerenciar o conteúdo e controlar quem pode se tornar membro da comunidade. Como podem existir múltiplos administradores por grupo, é importante saber quem desempenha este papel.

O administrador é diferente do moderador. Os moderadores podem gerenciar conteúdos e determinar quem pode se tornar membro, mas não podem alterar as configurações do grupo. Clique aqui para aprender como você pode destituir administradores ou moderadores de seus papéis.

Os administradores podem ativar o recurso de aprovação de membros nas configurações de todos os grupos, sejam eles públicos, fechados ou secretos. Ativar esse recurso exige que um administrador aprove a solicitação de cada nova pessoa que for incluída no grupo.

Se um administrador adicionar uma pessoa em um grupo público ou fechado, os contatos da rede daquela pessoa podem ver, por meio do feed de notícias ou da busca, que ela foi convidada ou que passou a fazer parte de um grupo. É importante ter isto em mente para situações em que a pessoa não quer que outras pessoas saibam que ela se associou ao seu grupo ou em casos em que é ilegal integrar o grupo. Assim, se você estiver diante de casos como este, você deve considerar configurar o grupo para “secreto”.

Se o administrador do grupo permitir, os membros podem adicionar qualquer pessoa que faça parte da sua lista de amigos. Os usuários não têm escolha quando são adicionados a um grupo. Isto significa que alguém com más intenções pode te adicionar a um grupo difamatório (“Grupo das pessoas terríveis que estão tramando a queda do governo”). Em todo caso, você sempre pode sair dos grupos.

 

Um comentário sobre a política do Facebook de adoção de nomes autênticos e o anonimato dos administradores Anchor link

O Facebook não permite o uso de pseudônimos. Os usuários só podem utilizar suas “identidades autênticas” – o nome pelo qual são chamados por seus amigos no dia a dia e que pode ser mostrado por formulários de identificação aceitáveis. Ainda que os administradores tenham boas razões para querer proteger suas identidades, um administrador de grupo que usar um pseudônimo pode ser reportado e, em seguida, suspenso por violar a política do Facebook de identidade autêntica. Se isto acontecer e o grupo não tiver mais administradores, o Facebook verifica se ainda há moderadores no grupo. Se houver, todos aqueles que forem moderadores naquele momento recebem um convite para assumir o papel de administrador até que uma pessoa aceite. Se o grupo também não tiver moderadores, todos os membros do grupo recebem a opção “Torne-me um administrador” ou “Sugira um administrador”. Por essa razão, pelo menos um administrador pode querer ter seu nome conhecido: potencialmente alguém que possa vincular sua identidade ao grupo de maneira segura.

 

Bloqueie usuários indesejáveis Anchor link

Você pode ter boas razões para bloquear um membro do grupo. Talvez ele seja um membro da comunidade que violou as regras do grupo ou um outsider que conseguiu passar a integrar o grupo. Apenas um administrador pode remover ou bloquear uma pessoa de um grupo. Os administradores que querem garantir que o grupo não seja visível para um antigo membro devem bloquear este usuário. Os membros bloqueados por um administrador não conseguem mais ver o grupo ou qualquer informação sobre ele. Para mais informações, veja este gráfico.

Antigos membros que saíram do grupo voluntariamente ainda conseguem ter acesso a algumas de suas informações, como o nome do grupo, a descrição e as tags. Por exemplo: antigos membros de um grupo secreto ainda conseguem encontrá-lo por meio da busca, ver a descrição do grupo e ver suas tags.

 

Saiba o que acontece com o conteúdo que é deletado do Facebook Anchor link

O Facebook se reserva o direito de deletar grupos que violam seus termos de serviço (que são extremamente amplos). Se isto acontecer com o seu grupo, não apenas você pode perder mensagens e discussões antigas, mas você também pode perder acesso à sua lista de membros. Isso significa que, a não ser que você tenha registrado o nome dos membros do grupo em outro lugar, não vai mais ser possível voltar a entrar em contato com seus seguidores ou com a comunidade logo depois que um grupo for deletado.

Ainda há muita coisa que não sabemos a respeito dos pedidos de remoção que o Facebook recebe de governos, autoridades legais e pessoas individuais. No entanto, nós sabemos que esses pedidos podem ter natureza política – especialmente em lugares do mundo em que o direito à liberdade de expressão e de associação nem sempre é honrado.

Você também pode decidir por deletar um grupo deliberadamente. O criador de um grupo pode deletá-lo ao remover todos os seus membros e, em seguida, remover a si próprio. Deletar um grupo é uma ação permanente e não pode ser desfeita. Os administradores não podem deletar um grupo que eles próprios não criaram a não ser que o criador decida sair do grupo antes. No entanto, os administradores podem arquivar um grupo. Arquivar um grupo significa que ele não aparecerá nos resultados de buscas feitas por não-membros e que nenhum novo membro pode passar a fazer parte dele. Os grupos podem ser desarquivados por qualquer administrador. Para saber mais sobre as diferenças entre arquivar e deletar grupos, clique aqui.

Informações adicionais sobre o que acontece com o conteúdo quando é deletado do Facebook podem ser encontradas na política de dados da plataforma. Mesmo que você tenha deletado dados, eles ainda podem ser acessíveis para o Facebook – especialmente se uma autoridade legal pediu para que os dados sejam preservados. O guia do Facebook para autoridades afirma que (29-10-2018) “Nós não mantemos dados para propósitos de efetivação da lei a não ser que tenhamos recebido um pedido válido de preservação antes que o usuário tenha deletado aquele conteúdo do nosso serviço.”

Diante destas considerações, agora você consegue tomar uma decisão com mais informações e, assim, determinar se um grupo de Facebook é a ferramenta apropriada para suas necessidades.

JavaScript license information