Autodefesa contra vigilância

Para quem é este guia?

O guia Surveillance Self-Defense (SSD) (ou, em português, “Autodefesa Contra Vigilância”) é para ajudar você a se proteger da vigilância eletrônica das pessoas do mundo todo. Alguns aspectos deste documento serão úteis para os indivíduos com pouquíssimo conhecimento técnico, enquanto que outros são destinados a um público com conhecimentos técnicos consideráveis e instrutores de privacidade/segurança. Nós acreditamos que o modelo de ameaça de cada pessoa é único - desde os ativistas na China, dos jornalistas na Europa, à comunidade LGBT em Uganda. Acreditamos que todo mundo tem algo a proteger, seja do governo, dos pais, dos empregadores curiosos, de vigilantes, de empresas de pesquisa de dados ou de um parceiro abusivo.

O que este guia pretende fazer?

Há muitos guias sobre privacidade e segurança na internet que ensinam os usuários a utilizarem um determinado conjunto de ferramentas, tais como os cofres de senha, as VPNs ou o Navegador Tor. O SSD inclui tutoriais passo a passo para instalar e utilizar uma série de ferramentas de privacidade e segurança, mas também tem o objetivo de instruir as pessoas a pensar sobre privacidade e segurança on-line de uma maneira sofisticada, o que lhes dá poder para escolher as ferramentas e práticas adequadas, mesmo que aquelas e os oponentes se alterem. Observe que tanto a legislação como a tecnologia se modificam rapidamente e, então, algumas partes do SSD poderão ficar desatualizadas.

Este guia reconhece que pode ser difícil ou impossível proteger-se contra algumas ameaças, especialmente as potentes e sofisticadas. Esperamos que este documento instrua os usuários a desacreditarem que alguma ferramenta especial oferecerá uma segurança ou uma total privacidade. As fortes práticas de privacidade e segurança ainda valem a pena, mesmo que elas não sejam garantidas como sendo totalmente eficazes contra cada oponente. Estas práticas aumentam o custo e o esforço da vigilância e podem aumentá-lo a tal ponto que um oponente sinta que já não vale mais a pena ficar vigiando você.

Quais são as limitações deste guia?

Este documento não aborda a segurança operacional ou a ""OPSEC"", no sentido mais amplo. A OPSEC é o processo de proteção de informações sobre as atividades de uma pessoa, as quais podem ser importantes para um oponente em potencial. Este é um processo que muitas vezes vai além do domínio digital.

Pessoas que têm reuniões confidenciais, por exemplo, têm de se preocupar se foram seguidas por alguém, se foram observadas por câmeras de CFTV, se seus vizinhos tiveram conhecimento da reunião ou se seus locais de reunião foram grampeados. Elas deveriam se perguntar se talvez estejam criando um padrão suspeito de atividade. Elas também podem ter preocupações de segurança física; poderiam dizer se alguém invadiu sua casa ou adulterou seu laptop? Seus documentos confidenciais estão seguros?

Estas preocupações são importantes e válidas para pessoas com certas necessidades de segurança, mas não fazem parte do escopo deste guia.

Utilize o SSD como um ponto de partida para a sua própria pesquisa e verifique a existência de fatos, casos e entidades mais recentes. Observe que mesmo se um depoimento feito com base na lei é correto, ele só pode ser certo em uma jurisdição (local); assim, a lei pode ter sido alterada, modificada ou anulada pelo seu desenvolvimento subsequente, desde que foi dada a entrada. Os materiais no guia SSD são apenas a título informativo e não para fins de prover aconselhamento jurídico. Contate um advogado licenciado para atuar na sua jurisdição, a fim de obter o devido aconselhamento sobre quaisquer questões ou problemas em particular.

JavaScript license information